© 2018 por Ana Baptista de Oliveira. Suporte e desenvolvimento em Wix.com

É comum (e expectável)  surgirem algumas dúvidas, antes ou durante o processo terapêutico. Estas questões são endereçadas durante as sessões.

Ainda assim, ficam aqui algumas respostas que poderão ajudar desde já. Tem ainda ao seu dispor vários contactos, caso queira colocar alguma questão que não se encontre aqui esclarecida.

Não sei se preciso de um psicólogo... Acho que deveria ser capaz de resolver os meus problemas sem ajuda. O que poderei ganhar com um processo terapêutico?

 

Muitas das vezes em que pensamos conseguir resolver os nossos problemas sem ajuda, é essa a verdade. No entanto, algumas das vezes, a pessoa pode de facto beneficiar de ajuda. A ajuda do terapeuta não é a ajuda de um conhecido ou familiar, é uma ajuda especializada, orientada e focada. Tendencialmente, as pessoas melhoram bastante com o processo terapêutico, não só a nível sintomático, mas também em termos do seu auto-conhecimento e da aprendizagem de estratégias para lidar com problemas futuros.

E se for ao psicólogo? Terei de lhe contar tudo da minha vida? Ele pode contar alguma coisa a alguém?

 

Não e não. Não tem de contar tudo ao terapeuta. Poderá falar do que é mais relevante ou preocupante para si. E depois, consoante cada caso, logo o rumo da terapia será determinado momento a momento na interacção e na relação terapêutica. E não, o terapeuta está eticamente obrigado a manter a mais estrita confidencialidade.

São excepções os casos em que a pessoa constitua um perigo para a sua própria vida ou para a vida de outrém, e mesmo nesses casos, o terapeuta deve primeiramente informar a pessoa.

Qual a duração e estrutura do processo terapêutico?

 

Quanto à duração do processo terapêutico, esta é variável, consoante o caso e o ritmo ao longo do tempo. Um processo terapêutico não se quer interminável, pelo que esta questão é periodicamente discutida entre o cliente e o terapeuta. Tradicionalmente, a periodicidade é semanal, sobretudo nos momentos iniciais da terapia. No entanto, este aspecto é variável, podendo ser acordado entre o terapeuta e a pessoa, consoante cada caso. As sessões individuais têm a duração de cerca de 50 minutos, sendo a sessão inicial, geralmente, um pouco mais longa. As sessões de grupo são também mais longas.